Código de Ética do Tarôt


O Código de Ética é uma referência para a prática Profissional.

Constitui uma declaração de princípios que tem a sua expressão na concepção e execução das mais diversas tarefas, nos comportamentos e nos contextos do exercício da actividade.

Princípios a respeitar na prática do Tarôt e da Astrologia:

1- Trabalhar no sentido de dignificar a Profissão de Taróloga.

2- Preservar o anonimato e o sigilo em relação a todas as informações e dados relativos à vida do Consulente.

3- Respeitar os princípios individuais e sociais, os sistemas Religiosos, Políticos e Económicos de cada pessoa, oferecendo uma leitura na qual a pessoa possa sentir-se compreendida e capaz de desenvolver responsabilidade e participação na própria vida.

4- Evitar fomentar a dependência do Consulente em relação à Consulta.

5- Dizer sempre a verdade.

6- Não tomar decisões pelas outras pessoas.

7- É dever da Taróloga explicar e aconselhar, não dirigir ou coagir.

8- Não explorar financeiramente os Consulentes.

9- O Valor da Consulta deve ser razoável e justo face ao trabalho e tempo despendido.

10- Usar discrição em qualquer declaração pública, evitando actos sensacionalistas.

11- Tanto a previsão como a interpretação devem ter em conta o processo evolutivo de cada pessoa.

12- O aconselhamento deve ser claro e objectivo, visando a expansão e o auto-conhecimento do Consulente.

13- Em questões relativas à saúde, a Taróloga ou Astróloga deve orientar no sentido da prevenção quanto aos pontos frágeis do organismo, sem fazer diagnósticos ou receitar medicamentos.


O Código de Ética é uma referência para a prática Profissional.

Constitui uma declaração de princípios que tem a sua expressão na concepção e execução das mais diversas tarefas, nos comportamentos e nos contextos do exercício da actividade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Previsões 2017 para Libra - Balança:

Previsões 2017 para Câncer: